segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Ampliando conhecimento sobre Competências e Habilidades


COMPETÊNCIAS E HABILIDADES



• As competências/habilidades são inseparáveis da ação, mas exigem domínio de conhecimentos;
• Competências se constituem num conjunto de conhecimentos, atitudes, capacidades e aptidões que habilitam alguém para vários desempenhos da vida;
• Habilidades se ligam a atributos relacionados não apenas ao saber-conhecer mas ao saber-fazer, saber-conviver e ao saber-ser;
• As competências pressupõem operações mentais, capacidades para usar as habilidades, emprego de atitudes, adequadas à realização de tarefas e conhecimentos;

Qual a diferença entre competências e habilidades?

• De acordo com o professor Vasco Moretto, doutorando em Didática pela Universidade Laval de Quebec/Canadá:

• " As habilidades estão associadas ao saber fazer: ação física ou mental que indica a capacidade adquirida. Assim, identificar variáveis, compreender fenômenos, relacionar informações, analisar situações-problema, sintetizar,julgar, correlacionar e manipular são exemplos de habilidades.

• Já as competências são um conjunto de habilidades harmonicamente desenvolvidas e que caracterizam por exemplo uma função/profissão específica: ser arquiteto, médico ou professor de química. As habilidades devem ser desenvolvidas na busca das competências.“


A título ilustrativo, e sem pretensão de ser exaustivo, listo abaixo um conjunto de habilidades, agrupadas em diversas competências básicas, que me parecem fornecer a base para uma educação orientada para a competência de crianças e jovens até por volta dos dezoito anos.

• I. Competência na Absorção da Informação
• 1. Habilidade de bem utilizar os sentidos e de aprimorar a acuidade dos sentidos (aprender a perceber)
• 2. Habilidade de entender e corretamente interpretar a linguagem corporal
• 3. Habilidade de entender a linguagem verbal falada e escrita e desenvolvimento da capacidade de ler com compreensão e rapidez

• II. Competência na Transmissão da Informação e na Comunicação
• 4. Habilidade de se expressar bem em língua materna falada e escrita
• 5. Habilidade de se expressar bem em língua estrangeira (em especial, no caso do Brasil, o Inglês e o Espanhol)
• 6. Habilidade de se expressar bem através da linguagem não-verbal (especialmente a corporal)

• III. Competência no Acesso à Informação
• 7. Habilidade de buscar e pesquisar a informação em qualquer dos meios em que esteja armazenada
• 8. Habilidade de memorizar a informação essencial e de uso constante
• 9. Habilidade de organizar organizar e arquivar a informação e de localizar e recuperar com facilidade e rapidez a informação não memorizada
• IV. Competência na Análise da Informação
• 10. Habilidade de analisar criticamente e avaliar a informação textual, numérica, estatística, gráfica, sonora, e visual
• 11. Habilidade de raciocinar logicamente
• 12. Habilidade de perceber padrões, conformações, tendências, analogias, sutilezas, ironias, sarcasmos, humor,etc.
• V. Competência Epistemológica, Ética e Estética
• 13. Habilidade de diferenciar questões que envolvem o verdadeiro, o bom (certo) e o belo e de discernir critérios que adequadamente o verdadeiro do falso, o bom (certo) do mau (errado) e o belo do feio
• 14. Habilidade de aplicar esses critérios no dia-a-dia e de agir e viver coerentemente com os seus princípios
• 15. Habilidade de, a despeito dos desincentivos, apreciar o verdadeiro, o bom (certo) e o belo
• VI. Competência na Compreensão
• 16. Habilidade de compreender o funcionamento do mundo físico
• 17. Habilidade de compreender o comportamento de seres vivos
• 18. Habilidade de compreender o ser humano, no plano individual e social
• 19. Habilidade de compreender as manifestações culturais do ser humano
• 20. Habilidade de compreender o poder transformador dos sonhos e das utopias
• VI. Competência no Relacionamento Interpessoal
• 21. Habilidade de se relacionar bem com as pessoas
• 22. Habilidade de negociar, de administrar pressões e de gerenciar conflitos
• 23. Habilidade de controlar as emoções, gerenciar tensões e reduzir stress
• VII. Competência no Plano Pessoal
• 24. Habilidade de decidir com base em princípios e de agir, no momento oportuno, de acordo com as decisões tomadas
• 25. Habilidade de solucionar problemas
• 26. Habilidade de gerenciar mudanças
• VIII. Competência no Gerenciamento de Longo Prazo da Vida
• 27. Habilidade de planejar projetos de vida e as estratégias para alcançá-los
• 28. Habilidade de administrar o tempo (distinguir o importante do urgente, e ambos do não-importante e/ou não-urgente, e priorizar as atividades)
• 29. Habilidade de reconhecer os erros e de aprender com eles
• 30. Habilidade de, quando convencido da justeza do curso de ação traçado, persistir nele, mesmo na face de adversidades

Fontes:
http://www.paideia.com.br/textos/Texto-Novas%20Formas%20de%20Ensinar%20e%20Aprender.htm
    http://www.centrorefeducacional.com.br/compehab.htm


50 ferramentas online para professores!

De olho nas dicas!
Canal do Ensino preparou uma lista contendo 50 sugestões de ferramentas educativas para o professor utilizar em sua prática pedagógica.
Das 50 ferramentas, eu utilizo 14 efetivamente durante meu planejamento pedagógico e com meus alunos. São essas. Exagero? Não, eu diria praticidade e facilidade no compartilhamento.

1. Dropbox: Um disco rígido virtual com vários GB gratuitos e acessível desde quase qualquer dispositivo. Porém, sem dúvida, é muito mais que isso…
2. Google Drive: A evolução de Google Docs que se soma às suas múltiplas ferramentas de criação de documentos, um considerável espaço virtual gratuito.
6. Issuu: Também para compartilhar documentos porém principalmente aqueles cuja importância se encontra em seu conteúdo gráfico já que sua especialidade são as opções de visualização.
11. TubeBox : para baixar vídeos do YouTube, Vimeo, DailyMotion, etc
15. Slideshare: A melhor opção para criar e compartilhar apresentações com slides desde um canal pessoal, permitir sua visualização e um espaço para retro alimentar-se com os comentários.
16. Voki: Para criar um avatar que fala acompanhando as lições multimídia.
17. Screen Capture by Google (Google Chrome) e Screenshot (Mozilla Firefox): Extensões para tirar capturas de tela, guardá-las e/ou compartilhá-las via redes sociais. Se preferir um aplicativo de desktop Screenpresso é altamente recomendável.
19. Diigo: A alternativa a Delicious para a gestão e captura de links.
20. Prezi: O sustituto do sonífero Microsoft PowerPoint que leva a um novo nível as apresentações graças às suas ferramentas interativas, visualizações fascinantes, elegantes estilos, um editor realmente simples, links a conteúdo online, etc.
21. Picmonkey: Um fascinante editor de imagens online, o sustituto -literalmente- de Picnik. Conta com filtros, opções para criar colagens e muito mais funções avançadas de fácil uso.
24. Scoop.it e Paper.li: Ferramentas de fixação de conteúdos web.
36. Blogger: Para criar um blog em poucos minutos com a ajuda da fascinante plataforma de Google, o que facilita a integração de outros serviços da companhia para a gestão multimídia.
40. Google+: A rede social do Google está a anos luz de distância de seus competidores no que diz respeito a integração de serviços (Drive e YouTube os melhores) e ferramentas eficientes como seus populares Hangouts. Isso só é no geral, pois os usoas acadêmicos são bastante variados.
50. Google Calendar: Para a gestão do tempo e as tarefas, embora também seja muito útil especificamente para criar calendários (por exemplo sobre horários de atenção a estudantes ou datas de exames e trabalhos) e compartilhá-los.

O que eu posso fazer com um Tablet ?
Que tal conectá-lo ao projetor e acessar estes sites incríveis! 
Os jogos digitais são considerados hoje excelentes ferramentas motivadoras. Eles permitem que as crianças utilizem a lógica o raciocínio e habilidades de organização para resolver problemas de uma maneira interessante e estimuladora. Além de proporcionar iniciativa, autoconfiança, concentração, desenvolvimento da linguagem e do pensamento. Alguns ainda podem auxiliar a criança em suas habilidades sociais, tais como: respeito, solidariedade, cooperação, obediência e responsabilidade.
Sendo assim, trazemos hoje, dicas legais e educativas de alguns jogos digitais para celulares e Tablets, selecionados e avaliados pela pedagoga do Zuggi. Temos a certeza de que as crianças vão se divertir muito e aprender ao mesmo tempo! Confiram:

1. Cut The Rope

Este jogo foi desenvolvido pela ZeptoLab empresa Russa situada em Moscou, e sua publicadora é a empresa Chillingo, as empresas que fazem a distribuição são a Apple Inc. (iOS), Google (Android) e Nintendo (DSi), e já possui versão disponível para Web.
Você encontrará a versão gratuita de algumas fases para celulares, tablets e web.

Sugestão etária: crianças a partir de 4 anos.
O jogo inicia com uma resumida história: uma porta se abre e aparece uma caixa, que caiu de um caminhão apressado. Nesta caixa há um bebê dinossauro e o aviso: “Alimentar com doces”. Na sequência, o doce é mostrando preso por diversas cordas. O objetivo é cortar as cordas de modo que seja possível pegar as estrelas e alimentar o dinossauro.
Entenda melhor através deste vídeo:

Título: Chillingo Presents…Cut The Rope
  
Este jogo desenvolve na criança o reconhecimento de padrões, soluções de sequências, estratégia e lógica. Ele enfatiza habilidades de pensamento e planejamento. No sentido amplo, os jogos deste tipo, proporcionam o desenvolvimento neurológico, psicomotor, a capacidade de concentração, noção espacial, agilidade e percepção visual.

2. Toca Boca
Toca Boca é um estúdio de Jogos digitais para crianças, eles são uma parte do grupo Bonnier Digital Services AB. Dentre a coleção que possuem, destacamos dois jogos que seguem descritos abaixo.
Sugestão etária: crianças a partir de 4 anos.

• Toca Tea Party:
 Com sua interface fácil as crianças podem facilmente compreender as explicações sobre o funcionamento do jogo. A sugestão é convidar amigos (vale até os amigos de pelúcia) para um delicioso chá. As crianças podem escolher entre os vários modelos de toalhas e arrumá-la na mesa, organizar os pratos e xícaras, servir o bolo e o chá escolhidos. Se derrubarem chá na toalha limpinha, as mães de plantão não precisam se preocupar, existem muitos guardanapos para secar a “molhadeira”. Quando acabarem, é só colocar os pratos e copos na pia para lavar (tudo isso digitalmente). Você encontrará este jogo disponível para baixar no IPad no valor de US$2,99 (dólares).

Título: Toca Tea Party Trailer – Toca Boca

 Esse jogo fornece possibilidades para a criança transformar o imaginário em seus desejos e experiências reais, permitindo que a criatividade se desenvolva de maneira divertida. Além de aprender a organizar e a interagir, a criança aprende também a respeitar e cooperar com o amigo, promovendo sua auto-estima.
  
• Toca Doctor:
 Este jogo mostra para as crianças o corpo humano. Elas fazem tratamento de doenças variadas em locais diferentes simbolizados por um alvo vermelho. Tocando sobre os alvos a criança poderá tratar as doenças apresentadas. Os jogos de adoecimento baseiam-se em verdadeiros temas médicos, tais como ajuste de ossos, glóbulos vermelhos e brancos, primeiros socorros para cortes e arranhões, indigestão, piolhos, coriza, transplante de órgãos, olhos vermelhos, bocas saudáveis e alimentação saudável.
Você encontrará a versão gratuita de algumas fases para IPad. Se desejar a versão completa para baixar, é cobrado o valor de US$0,99 (dólares) ou US$1,99 (dólares) em HD.
Título: Toca Doctor Trailer – Toca Boca – tocaboca.com

Desenvolve a atenção e coordenação motora, além de introduzir algumas habilidades da profissão médica e o conhecimento do corpo humano.

Ferramentas educativas para o professor

O Cleber do TudosobreTic indicou 12 ferramentas que podem ser utilizadas pelos professores em sala de aula. Não tive a oportunidade de utilizar nenhuma delas com meus alunos, conheço apenas 5 e fiquei interessada em outras 5.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Impressora cartesiana com EV3!



Com a metodologia da Lego, aprender ficou muito mais fácil! Os alunos vivenciam na prática os conceitos vistos em sala de outra forma, ampliando seus conhecimentos!

Esta semana, os alunos dos 6ºs anos estão ampliando sobre o sistema de coordenadas cartesianas e avançando na programação!

Como comemorar 7 de setembro na Escola? O que fazer com os alunos e para os alunos?

A data faz parte de nosso calendário e é de grande importância para a nossa história:
Vocês sabiam que o Brasil tem símbolos?
 Como eles são?
 O que é ser patriota? 
O que é a Pátria?
 Para estimular os pequeninos vai desde a contação de histórias, filmes, músicas, poemas, pinturas, construção de produtos para o dia do desfile,etc. 
Em todas as disciplinas pode ser abordado e inclusive na Informática, com apresentações multimídias, lousa interativa, vídeos, imagens, utilizar o computador como fonte de pesquisa e através dos programas preparar materiais para exposição e tudo mais. 
Todos os projetos ficam muito ricos se feitos com planejamento e todos juntos em prol da Educação. 
Devemos ter em mente que nós professores somos os grandes maestros e sem dúvida direcionamos o que é importante eles saberem em cada faixa etária, mas com nosso "jeitinho", práticas, habilidades e competências é que fazemos de nossas aulas grandes palcos e grandes ensinamentos!!!
Historiando...
Foi no dia sete de setembro de 1822, às margens do riacho do Ipiranga, que o Imperador Dom Pedro I proclamou a Independência do Brasil formalizando a separação com Portugal. 
Depois de muitos conflitos, e passados mais de dois anos, Portugal finalmente reconheceu a independência brasileira, com o Tratado de Paz e Aliança assinado entre os dois países. O Hino da Independência foi escrito por Evaristo Ferreira da Veiga e musicado pelo próprio D. Pedro I. O Hino Nacional Brasileiro, de letra do poeta e jornalista Joaquim Osório Duque Estrada, foi oficializado durante o primeiro centenário da Proclamação da Independência, em 1922.
A Bandeira do Brasil, o Hino, o Brasão de Armas e o Selo Nacional são as mais legítimas manifestações simbólicas da União. Mas a comemoração deste dia é uma oportunidade de repensar conceitos, com vistas ao despertar de uma consciência verdadeiramente patriótica, e não apenas simbólica.
 Tempo de repensar os rumos da Nação e o papel a ser desempenhado por um povo consciente da realidade global.
http://wata-eh-legal.blogspot.com.br/2007/08/projeto-semana-da-ptria.html
http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/pwdtcomemorativas/default.php?reg=3&p_secao=17


Pesquisando o Dia 7 de Setembro

Vamos entender a data?
Em nosso país, 7 de setembro é considerado o Dia da Pátria, pois foi neste dia, em 1822, que ocorreu a Independência do Brasil. 
Indico os links abaixo para você conhecer mais um pouquinho da nossa história:
http://www.miniweb.com.br/cidadania/dicas/independencia_brasil.html 
http://www.suapesquisa.com/independencia/
http://atrevidinha.uol.com.br/atrevidinha/beleza-idolos/65/artigo149867-1.asp
http://www.suapesquisa.com/o_que_e/patria.htm




terça-feira, 16 de agosto de 2016

Conheçam por que dia 15 de agosto é o dia da Informática!

dia da Informática é comemorado em 15/08 porque foi neste dia, do ano 1946 que surgiu o Eniac que mereceu ser chamado de computador. Neste dia devemos refletir sobre os benefícios que a Informática trouxe para o ser humano, afinal, ela se tornou ferramenta imprescindível para todas as sociedades cotidianamente.

Segue abaixo um histórico do desenvolvimento da informática e das tecnologias ligadas a computação em geral:
1622 - O matemático inglês William Oughtred desenvolve a primeira régua de cálculo.
1642 - O pesquisador francês Blaise Pascal cria a primeira calculadora.
1822 - O matemático inglês Charles Babbage projeta um computador mecânico, porém este não saiu do papel.
1847 - É criado o sistema binário pelo matemático inglês George Boole.
1880 - O norte-americano Herman Hollerith cria um processador de dados eletromecânico. O sistema usava cartões perfurados para inserir dados.
1930 - Nos Estados Unidos, o engenheiro eletricista Vannevar Bush desenvolve um computador usando válvulas de rádio.
1946 - Os engenheiros norte-americanos John William Mauchly e John Presper Eckart Jr desenvolvem o Eniac, o primeiro computador eletrônico. O Eniac foi desenvolvido para servir aos interesses bélicos dos EUA na II Guerra Mundial. Serviu para fazer os cálculos no desenvolvimento da bomba atômica.
1954 - A empresa eletrônica Texas Instruments fabrica o transistor usando silício.
1956 - Surge, no MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts - o primeiro computador que utiliza transistores.
1963 - Douglas Engelbart patenteia o mouse.
1964 - Paul Baran, pesquisador norte-americano, projeta e cria a primeira rede de computadores interligada por fios.
1966 - A IBM desenvolve o Ramac 305, utilizando discos de memória com capacidade de 5 megabits.
1968 - Douglas Engelbart cria um sistema com mouse, teclado e janelas ( windows ).
1971 - A Intel cria o MCS-4, primeiro microcomputador pessoal com o processador 4004.
1972 - A empresa Atari cria o primeiro videogame com o jogo Pong.
1975 - desenvolvem a linguagem Basic, primeira linguagem para microcomputadores, . As linguagens anteriores eram adequadas aos grandes e médios computadores.
1975 - Bill Gates e Paul Allen fundam a Microsoft.
1976 - Steve Wozniak e Steve Jobs projetam e desenvolvem o micro Apple I. No mesmo ano a dupla a Apple Computer Company.
1981 - A IBM lança o micro PC 5150.
1985 - A Microsoft o sistema operacional Windows e o Word 1.0 (primeira versão do processador de textos).
1989 - Tim Berners-Lee , pesquisador europeu cria a World Wide Web ( WWW) que origina a Internet.
1991 - Linus Torvald lança o sistema operacional Linux com código-fonte aberto.
1992 - A empresa americana Microsoft lança o sistema operacional Windows 3.1. A nova versão do Windows incorpora tecnologias voltadas para a utilização de CD-Roms.
1993 - Surge o primeiro browser, o NCSA Mosaic.
1993 - A empresa de processadores Intel coloca no mercado o processador Pentim.
1994 - É criado o navegador de internet Netscape Navigator.
1995 - Chega ao mercando o Windows 95, trazendo incorporado o navegador Internet Explorer.
1995 - Criada a linguagem Java pela Sun Microsystems.
1997 - Garri Kasparov, campeão mundial de xadrez, perde pra o computador Deep Blue da IBM.
1997 - Justin Fraenkel desenvolve o Winamp, programa utilizado para ouvir músicas no formato MP3.
1998 - A Microsoft lança no mercado o Windows 98.
1999 - A Intel lança no mercado o processador Pentium III.
http://www.smartkids.com.br/datas-comemorativas/15-agosto-dia-da-informatica.html



terça-feira, 26 de julho de 2016

Sugestões de Atividades para trabalhar o Dia dos Avós na Informática!!

Tem algumas datas que não podemos deixar passar em branco e o Dia dos avós é uma data muito especial!
E, nós que fazemos parte da Informática é preciso um cuidado redobrado para não repetir o que está sendo feito em sala com as professoras. Precisamos trabalhar com temas e assuntos pertinentes ao aprendizado e a vivência dos alunos de uma maneira lúdica, interativa e utilizando é claro, a tecnologia. Então, pesquisei para o Dia dos Avós, vídeos,imagens,lindas molduras para fazer cartões personalizados e criar e confeccionar todo e qualquer material que possa ser feito no computador e impresso também. Vai da criatividade de cada um....depende do incentivo, vontade, arte e do planejamento.
Para tal, podemos fazer uso do: Editor de texto para digitar, formatar lindas poesias, poemas, paródias, acrósticos, cartas, textos, tudo o que for de produção textual feita pelos alunos; Editor de desenho para ilustrar desenhos livres ou direcionados, colorir imagens; Editor de Slides para fazer belíssimas apresentações com fotos, imagens, músicas;

São infinitas as possibilidades de criações de nossos alunos, desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental menor, abaixo postarei as molduras que pesquisei na Internet e achei lindas...







Aí vão os créditos:

Como surgiu o Dia dos Avós? Historiar é bom demais!!!!


Em alguns países, como Portugal e Brasil, comemora-se o Dia dos Avós todo 26 de Julho. Mas você sabe como surgiu nesses países a ideia de se ter um dia dedicado aos queridos vovôs e vovós?
Segundo o site Avós no Mundo (www.avosnomundo-26julho.com), a ideia de instituir o dia 26 de Julho como Dia dos Avós em Portugal foi lançada no final dos anos 80 por Ana Elisa do Couto Faria, um portuguesa de 66 anos, então avó de quatros meninas e dois meninos, nascida na cidade de Penafiel – Norte de Portugal.
Para ela tal celebração, semelhante à que se faz no Dia das Mães ou no Dia dos Pais, consagra a figura tutelar dos avós como guardiões das tradições familiares e pode ajudar a quebrar a solidão de muito avô ou avó, ao menos um dia no ano. Consta que ela usava uma frase, atribuída a Jonh Collins, que lhe era muito querida quando se expressava perante jovens: «aproveitar um bom conselho requer mais sabedoria do que dá-lo».
Nascida a 22 de Janeiro de 1926, na cidade de Penafiel, Ana Elisa do Couto era uma dentre os nove filhos de um casal de proprietários humildes e generosos. Já casada e mãe, ANA ELISA logo percebeu que seus pais, perante os netos, eram o tal fator  de orientação e perfeição familiar. Com o nascimento do primeiro neto, Ana Elisa começou a verificar e a interiorizar o modo como seria bonito dar relevo aos Avôs do seu país e do mundo. Por cerca de dezesseis anos percorreu diversos países do mundo levando consigo a mensagem do dia 26 de Julho. Ela não se poupou a esforços para fazer nascer o "dia". Recorreu a diversos organismos da igreja católica, meios da comunicação social e deputados, e usava todos os meios ao seu alcance sendo que um dos mais notados era recorrer a figuras públicas portuguesas, em especial atletas de alta competição e lhes pedia para levarem a mensagem através de posters.
Após muita perseverança, em Portugal a Assembléia da Republica aprovou, pela resolução 50/2003 de 04 Junho, o Dia 26 Julho como Dia Nacional dos Avós.
Em entrevista concedida em Agosto de 2003, Ana Elisa Couto (“D. Aninhas”, como era chamada pelos amigos), então com setenta e sete anos, disse: “Se consultar os arquivos dos meios de comunicação anteriores a 1986, poderá verificar que o tema sobre os avós era quase completamente esquecido. A partir do ano de 1992 em que se realizou a primeira festa em Penafiel patrocinada pela Câmara e divulgada em diversos meios de comunicação social, o dia foi engrandecendo no aspecto de se falar um pouco mais nos avós. Lembro-lhe que nessa década percorri diversos países e sempre levei comigo a mensagem deste dia, fazendo-me acompanhar de cartazes alusivos”.
Foi muitas vezes convidada a visitar outros países (Brasil, França, Estados Unidos, Alemanha, África do Sul, Angola, Espanha, Suíça, Canadá) para a conhecerem e participar das festividades. Ana Elisa Couto veio a falecer em Novembro 2007.
O dia 26 de julho foi escolhido como o Dia dos Avós porque o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.
A data da festa de São Joaquim sofreu várias alterações ao longo dos tempos, mas em 1879 o Papa Leão XIII, cujo nome de batismo era Gioacchino (versão italiana de Joaquim), estendeu sua festa a toda Igreja. Finalmente, o Papa Paulo VI associou num único dia, 26 de julho, a celebração dos pais de Maria Santíssima (Wikipédia).
Embora no Brasil já seja costume comemorar o Dia dos Avós em 26 de Julho, não temos notícias de essa data ter sido oficialmente estipulada pelo governo brasileiro.
Fonte: www.avosnomundo-26julho.com
Dia dos Avós no Mundo
Estados Unidos
O Dia Nacional dos Avós (National Grandparents Day) é celebrado nos Estados Unidos desde 1978 no primeiro domingo depois do dia do trabalho (setembro). Marian McQuade, de West Virginia, é reconhecida como a mentora dessa data comemorativa nos Estados Unidos.
Austrália
Queensland foi o primeiro estado australiano a celebrar oficialmente o Dia dos Avós (2010) - no primeiro domingo de novembro.
França
O Dia das Avós começou a ser comemorado na França em 1987 no primeiro domingo de março.
Itália
O Dia dos Avós foi estabelecido em 2005 e é celebrado em 2 de outubro.
Polônia
O Dia das Avós (Dzień Babci) foi criado em 1964 pela inicialmente promovido pela revista "Kobieta i Życie". É comemorado em 21 de janeiro. O Dia dos Avôs (Dzień Dziadka) é celebrado um dia depois, 22 de Janeiro.
(Fonte: Wikipedia)
Abaixo seguem alguns links sobre essa data especial que achei interessante:
http://www.portaldafamilia.org/datas/avos/origemdiadosavos.shtml
http://ocantinhodaborboletaazul.blogspot.com.br/2008/07/hoje-dia-da-av-e-dia-de-santana.html
http://www.caestamosnos.org/Pesquisas_Carlos_Leite_Ribeiro/Dia_dos_Avos.html
http://www.cantinhodaeducacaoinfantil.com.br/2008/07/amigas-blogueiras-este-ano-minha-escola.html
http://www.pragentemiuda.org/2008/05/projeto-dia-da-vov.html
http://ferramentapedagogica.blogspot.com.br/2009/06/atividades-para-o-dia-dos-avos-sugestao.html

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Refletindo sobre a MORTE!!! É triste, aceitá-la...

Triste fim imaginar que a vida termine na hora da morte. 
Que tudo o que construímos durante a nossa existência simplesmente se perca nos punhados de terra jogados sobre a nossa sepultura.
Naquela hora, palavras não são suficientes para expressar toda a dor que o sentimento da partida provoca nos que ficam. 
Religião, crença, fé, por mais profundos que sejam são incapazes de traduzir o vivenciado intimamente.
Por isso, me recuso a acreditar que a nossa vida termina com a morte. Prefiro acreditar que a dor que sentimos nos ensina a valorizar o reencontro em algum lugar no futuro.
Que essa dor nos leva a reflexões tão profundas que nenhum livro, nenhuma palestra, nenhum estudo, por mais profundos que sejam têm o poder de nos ensinar. 
Aprenderemos com a dor, o que poderíamos ter aprendido com a alegria de compartilhar as coisas mais simples da vida com os outros. Uma música ouvida juntos, um sabor da comida partilhada à mesa, farta ou menos farta. Um silêncio naquela hora do dia em que tudo o que queremos é apenas saber que o outro está ali, tão disponível quanto um simples copo de água no deserto.
Talvez essa reflexão seja apenas uma elucubração meio maluca, infantil. Talvez seja apenas uma tentativa de conviver com a dor e o desmoronamento de sonhos que a partida provoca em nós. Mas é dessa forma que procuro elaborar o luto que se ainda não nos atingiu, certamente, em algum momento nos atingirá.
Sim, há aqueles que já aprenderam a valorizar esses pequenos momentos. 
Com certeza também sofrerão, a ruptura. Para esses, defendo que deva prevalecer a fé no reencontro no “futuro”. E mais uma vez, imagino o turbilhão de alegria que nos inundará no exato momento em que nos reencontrarmos. A alegria, o abraço saudoso apertado, o olho no olho querendo saber por onde tem andado aquela criatura que tanta dor nos causou. Depois, o silêncio segurando a mão, olhar no infinito, o gozo do reencontro festivo.
Por Lúcio Alves